quinta-feira, maio 04, 2006

Desconto pra peça

vale desconto: Cidadão Cão

Muita gente me pede desconto pro espetáculo "Quando você não está no céu" e fica com raiva quando digo que não tenho mais o folheto. Acham que é onda minha. Mas agora o Guilherme Marinheiro, assessor de comunicação da Odeon, resolveu este problema. Segundo ele, basta que você imprima a imagem aí de cima, junto com legenda de rodapé, e apresente na bilheteria. Ela dará desconto de R$ 6, não cumulativo.
Quanto aos que me pedem cortesias, devo lembrar duas coisas: primeira, a proibição do diretor Carlos Gradim de qualquer espécie de "ingresso gratis"; depois, um caso que aconteceu com Cristina Vilaça. Esta atriz ia sempre a um café de um amigo dela. Um dia, tal amigo lhe pediu um cortesia pra peça que ela estava fazendo. A atriz, na maior dignidade, olhou pra cara do amigo e disse: -Olha, meu caro, eu sempre venho aqui no seu bistrô e nunca lhe pedi um "cafezinho grátis".
Fico com Cristina: compre seu ingresso, com desconto, e vá ver o resultado do trabalho de mais de vinte pessoas no espetáculo "Quando você não está no céu".

Um comentário:

Dani disse...

É incrível como as pessoas têm mania de pechinchar.Um trabalho de mais de 20 pessoas para uma arte que não é valorizada como deveria.Acho que os mesmos que pedem desconto, cortesia, gastam o dobro do preço do ingresso no boteco.Nada contra a prática da esbórnia no bar.Contra apenas a falta de valorização de um trabalho.O ingresso tá valendo bem menos do que o valor dessa arte.